Dicas
Proteção contra estilhaços e resistência ao impacto são alguns motivos que tornam o vidro laminado a escolha certa para projetos de fachadas, guarda-corpos e coberturas

Pensou em fachadas, guarda-corpos e coberturas (como claraboias), pensou em vidros laminados. Esse é o tipo de vidro mais indicado para o fechamento de ambientes expostos a grandes e pequenos impactos.

Além de ser um material resistente, é sinônimo de beleza, transparência e modernidade a qualquer projeto. É uma solução tão segura que pode até mesmo ser utilizada para compor pisos de vidro.

Não à toa, é um dos modelos mais requisitados pelos arquitetos. Por isso, tem presença marcante em diferentes empreendimentos – de residências a grandes arranha-céus.

Mas, afinal, por que os vidros laminados são considerados vidros de segurança?

Fabricação

A primeira parte da resposta está, justamente, no seu processo de fabricação. A laminação consiste em duas ou mais chapas de vidros ligados sob calor e forte pressão por uma película de PVB (polivinil butiral). Essa camada intermediária é responsável por segurar os cacos de vidro, em caso de quebra.

Ou seja: Se o vidro quebrar, os estilhaços vão ficar presos no PVB até que ele seja trocado. Isso diminui consideravelmente a possibilidade de acidentes com o usuário e ainda mantém o vão fechado até a substituição por uma nova peça.

Força

Você também deve saber que os vidros laminados são muito fortes contra impactos de objetos e até mesmo de corpo duro. Essa característica o torna a melhor escolha para combater ações de vandalismo.

E mais: conforme a NBR 7199 da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) – norma que orienta a especificação e uso do material em projetos da Construção Civil –, os vidros laminados se tornam obrigatórios em determinadas aplicações, como guarda-corpo, coberturas etc.

Também são bastante resistentes a pressões de água, tanto que são utilizados em visores de aquários e piscinas, e a ventos de até 202 km/h (algo equivalente a um furacão classe 3).

Proteção aos raios ultravioleta (UV)

A película de PVB também possui outra função: ela faz com que o vidro laminado retenha até 99,6% dos raios UV. Com isso, os móveis de uma casa ou escritório não correm o risco de desbotar com o passar do tempo. Sem dizer que o próprio usuário não é atingido pela ação nociva do sol.

Conforto térmico e acústico

Quem especifica o vidro laminado também procura outra forma de proteção: contra temperaturas oscilantes e barulhos. Nesses dois casos, a edificação obtém um resultado bastante satisfatório com a composição correta para esse tipo de vidro. Portanto, a capacidade de isolar termicamente e acusticamente faz do material uma boa escolha em casas, escritórios e hospitais, por exemplo.

Fonte: Divinal Vidros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *